imagen_post_25_01

Aumentar a família é uma decisão muito importante para um casal, uma fase de ansiedades e questionamentos, e não é à toa que existam uma série de mitos e crendices em torno da concepção – não só para quem deseja engravidar, como para quem deseja evitar uma gravidez.

É muito importante que antes de tomar qualquer decisão, um casal busque orientações médicas, em primeiro lugar, e também saiba que cada organismo possui características próprias e podem responder de maneira diferenciada a cada orientação. Veja o que é mito e o que é verdade sobre concepção.

  • Ter relações sexuais todos os dias vai fazer com que a mulher engravide mais rápido.

MITO: Ter relações sexuais todos os dias não aumentam as reais chances de engravidar. Isso porque os espermatozoides podem sobreviver até sete dias dentro do útero e tubas uterinas. Médicos orientam que sexo três vezes na semana já é suficiente para que o óvulo seja fecundado, porém o casal deve estar atento e acompanhar o ciclo menstrual para saber as datas mais férteis e próximas da ovulação, aumentado drasticamente as chances de sucesso. Alguns médicos defendem que uma quantidade exagerada de relações sexuais pode até mesmo ser prejudicial: o volume do sêmen vai diminuindo quando há várias relações seguidas e não significa, estatisticamente, que terá mais chances de fecundação, além disso o estresse e a ansiedade em torno da gravidez pode não ser bom para o casal.

  • Manter as pernas elevadas após a relação sexual ajuda na concepção.

PARCIALMENTE VERDADE: É fato que a gravidade pode auxiliar no caminho dos espermatozoides até o encontro do óvulo, no interior das tubas uterinas. Porém, isso não é uma regra. Posições sexuais horizontais facilitam o “armazenamento” do sêmen no interior da mulher, mas para isso não é necessário ficar com as pernas para cima. Apenas permanecer deitada alguns minutos já o suficiente para dar esse “empurrãozinho”.

  • As chances de gravidez diminuem após os 35 anos.

VERDADE: É fato que a reserva ovariana decresce com a idade, fazendo com que a mulher tenha seu pico reprodutivo até a fase dos 25 anos, momento em que as chances de concepção começam a entrar em queda, até atingir os 51 anos – fase em que grande parte das mulheres entra na menopausa. Mas isso não exclui a capacidade de uma gravidez natural. Atualmente, devido a nossa realidade social e com o aparato da medicina, a cada 5 gestações, uma ocorre em idade superior aos 35 anos. Porém, essa gestação exige acompanhamento devido aos maiores riscos de má formação do feto, hipertensão da mãe, pré-eclâmpsia e diabetes.

  • Se a mulher demora para engravidar, significa que ela possui algum problema de fertilidade.

MITO: Há consenso entre os médicos que um casal saudável possui o período de 1 ano para engravidar naturalmente. Somente após isso, caso não ocorra a gravidez, o casal deve procurar auxílio médico para buscar as possíveis causas dessa dificuldade. Porém, tanto o homem quanto a mulher devem realizar os exames de fertilidade, já que muitas vezes o problema pode estar na qualidade e saúde de seus espermatozoides.

5 – Estresse e hábitos nocivos à saúde como ingerir álcool e fumar diminuem as chances de engravidar;

VERDADE: Tanto o tabagismo, quanto o álcool interferem na fertilidade, além de serem extremamente prejudiciais na formação do feto. O estresse por sua vez, pode aumentar a prolactina, inibindo os hormônios que coordenam os ovários, impedindo a ovulação. No caso dos homens, a exposição à poluição, estresse diário, tabaco e outros fatores do cotidiano, prejudicam diretamente os espermatozoides, causando o estresse oxidativo do sêmen, danos que diminuem seu desempenho e a probabilidade de sucesso na concepção.

6 – É impossível engravidar na primeira relação sexual:

MITO: Se a mulher estiver no período fértil, são grandes as chances de engravidar, independente se for sua primeira relação sexual. Toda mulher pode engravidar no momento em que está ovulando.

compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *